A dolorosa aprendizagem pela experiência

Teve motivos para entrar em desespero e ficar depressivo. Quando percebeu o engano, procurou formas de banir os pensamentos tristes daquela situação sem graça, foi um momento muito difícil e foi cansativo, mas ele se sentia excitado pelas expectativas de seus planos.
De família modesta trabalhou alguns meses num Thrayler de lanches até 01:00h; Offici-boy e serviços de cobrança numa editora. Aprovado em concurso público federal passou seis anos como Soldado Especializado da Aeronáutica; anos depois, passou alguns meses como Conselheiro Tutelar e vendendo computadores para professores e porém com esforço, sacrifício conseguiu ser aprovado no concurso público para o MPMA. Ao mesmo tempo em que tentou com a nova parceria continuar com o seu trabalho e tudo que queria era prosperar. Até ai ele pagava suas contas pontualmente e sempre tratava os seus colaboradores com muita atenção e pontualidade. Se associou a essa primeira pessoa, Maria e fez tudo que podia, ele pagava prestações de dois veículos, um Corsa e uma S-10.
Chagas Freitas fez de tudo para a Maria que lhe prestava sérvios numa base de independência, mas com todas as despesas por conta dele, tudo que ele almejava era que ela procurasse atingir a meta pré-estabelecida, mas foi inútil.
Começou com entusiasmo. Mas descobriu que a sua parceira não se envolveu inteiramente com o objetivo, produzir, conseguir contratos satisfatórios. Era tarde demais. Com as falsas promessas de contratos, ele se sentia feliz e alegre, uma sensação agradável e contagiante.
A primeira dessas pessoas, Maria ele conheceu numa cidade do interior do Maranhão por meio de um amigo. Ele achou ter encontrado a pessoa certa com a competência de atingir metas. Desde o primeiro contato, ficou encantado pela possibilidade do seu sucesso que ela desencadeasse, puro engano.

Postagens mais visitadas deste blog

EMPRESA É CONDENADA A INDENIZAR FAMILIA

Clube do Crescimento Pessoal

A VIDA É MOVIMENTADA POR PARCERIAS