DEMISSÃO DE MILHARES DE CONCURSADOS


Foi um pesadelo para milhares de jovens, que aprovados em concurso público federal, após alguns anos de serviços, todos foram demitidos pela Aeronáutica com o simples argumento de que eles eram apenas soldados temporários oriundos do Serviço Militar Inicial (SMI). Vale destacar que no edital a Força Aérea Brasileira (FAB) não desceveu que esses soldados especializados seriam dispensados com 6 (seis) anos de serviço prestado (temporários).
Uma outra observação, sobre o absurdo cometido, que Aeronáutica não divulgou no diário oficial a demissão dos soldados especializados. E o Tribunal de Contas da União também não foi informado da demissão dos soldados especializados. Foi aberto um processo nº 028.209/2011-7.
Assim supõem-se que não houve comunicação da demissão dos ex-soldados especializados, hipoteticamente, ainda, as verbas para pagamento dos vencimentos estão sendo liberadas para a Aeronáutica.
O absurdo é que muitos desses ex-soldados especializados aparecem como servidores públicos federais em serviço ativo, isto é, recebendo vencimentos do poder público, demitidos a muito tempo.
Como a demissão dos ex-soldados especializados não foi prontamente formalizada no TCU, alguém estaria recebendo soldos de soldados demitidos, fato que corrobora para que paire sobre o Comando da Aeronáutica uma enorme suspeita de ilegalidade.
Várias denúncias foram feitas no Ministério Público Federal e inclusive no Maranhão que foi arquivado, mas a procuradoria Geral da República no Distrito Federal está investigando o caso Processo na PGR: 16000001268/2011-12.
Fonte: Conafa

Postagens mais visitadas deste blog

EMPRESA É CONDENADA A INDENIZAR FAMILIA

Clube do Crescimento Pessoal

A VIDA É MOVIMENTADA POR PARCERIAS