Um caso inédito no Brasil, um concurso público federal para o cargo de Soldado Especializado da Aeronáutica (CESD), ao que se percebe houve alteração de normas e abuso de autoridade, violação da constituição federal e foi passado por cima da Lei do Serviço Militar.

A FAB cobrou taxa de inscrição e fez provas a nível nacional (concurso público federal) para depois divulgar nota (aqui) que os aprovados que já tinham servido em outra força estavam servindo novamente?


A Aeronáutica se utiliza de um argumento que somente pode ser aplicado aos soldados oriundos do Serviço Militar Inicial (SMI). Nos editais dos concursos de 1994 a 2001 em um de seus ítens informava categoricamente que para prestar o concurso o candidato deveria esta quites com o Serviço Militar (...)

Em vários estados brasileiros militares concursados denunciaram ao Ministério Público Federal.

Postagens mais visitadas deste blog

EMPRESA É CONDENADA A INDENIZAR FAMILIA

Clube do Crescimento Pessoal

A VIDA É MOVIMENTADA POR PARCERIAS